Retração da gengiva: o que é e como acontece?

  • Retração da gengiva: o que é e como acontece?

    Compreenda melhor este problema e saiba o que pode estar na sua origem.

    A retração ou recessão gengival é uma questão que afeta bastantes portugueses e que pode ocorrer por vários motivos.

    Periodontia

Notícias

Retração da gengiva: o que é e como acontece?

Se já teve algum problema nas gengivas ou acompanhou alguém que tenha passado por esse processo, é natural que já tenha ouvido falar da retração gengival. De facto, esta é uma situação bastante comum e que afeta milhares de portugueses. Mas afinal, o que é realmente esta retração? E que fatores podem estar na sua origem? 
 

O que é a retração gengival?


A retração das gengivas – também conhecida como retração ou recessão gengival – consiste na diminuição da quantidade de gengiva que protege o dente, levando à exposição da sua raiz.

Apesar de poder ocorrer em vários dentes ao mesmo tempo, este problema também se pode manifestar apenas num dente. Além disso, surge normalmente de um processo lento e que evolui de forma gradual, podendo passar despercebido para muitas pessoas. Por isso, se não for tratado convenientemente e o mais rapidamente possível, poderá ter consequências bastante negativas para a Saúde Oral. Da sensibilidade dentária até à perda de dentes, passando por uma maior risco de aparecimento de cáries, são vários os perigos associados à retração gengival.
 

Como surge?


Apesar de existirem várias causas para o surgimento de retração gengival, é possível identificar dois fatores principais:
 

  1. Escovagem incorreta – Um dos aspetos que mais está relacionado com a retração das gengivas é uma má escovagem. Se não escovar de acordo com a técnica recomendada, se o fizer com demasiada força ou se utilizar escovas com cerdas muito duras, é natural que a gengiva seja afetada e inicie o processo de retração.

  2. Periodontite – Outro aspeto bastante relacionado com a retração gengival é a doença periodontal. A inflamação das gengivas, fruto de uma higiene oral incompleta, pode levar à gengivite e à periodontite, afetando o osso de suporte dos dentes e levando à retração das gengivas. Além disso, nos piores cenários, poderá mesmo ocorrer perda de dentes.
     

Quais são as outras causas?


Além destas duas razões principais, existem muitas outras que podem estar na origem da retração gengival. Veja alguns exemplos:
 

  1. Dentes mal posicionados, sejam dentes apinhados ou simplesmente inclinados;

  2. Bruxismo, isto é, o hábito de ranger os dentes inconscientemente;

  3. Trauma oclusal, devido a forças excessivas aplicadas sobre os dentes. Tal pode acontecer por causa de um mau posicionamento dentário ou devido ao uso de aparelhos ortodônticos, por exemplo;

  4. Alterações hormonais mais fortes, como por exemplo no período de gravidez;

  5. Alguns tratamentos dentários, como, por exemplo, restaurações que não estejam bem adaptadas a cada Paciente ou branqueamentos muito agressivos;

  6. Uso de piercings na boca (seja na língua ou nos lábios), uma vez que pode levar a traumas e originar inflamações que, por sua vez, podem originar retração gengival;

  7. Fumar, além de afetar a Saúde em muitos outros aspetos, é também uma das causas relacionadas com a retração gengival;

  8. Idade, uma vez que, embora dependa de pessoa para pessoa, com o aumento da idade existe uma maior tendência para que este problema se verifique.
     

Que cuidados deve ter? 


Para evitar problemas de Saúde Oral, o primeiro passo é a prevenção. Por isso, mesmo num estado inicial do problema, se suspeitar que pode ter a gengiva retraída, não a ignore: consulte o seu médico e avalie a sua situação.

 

"Se suspeitar que pode ter a gengiva retraída, não a ignore: consulte o seu médico e avalie a sua situação."

 

É essencial garantir um acompanhamento constante, consultando o seu médico dentista com regularidade e sempre que tiver alguma dúvida, seja ela qual for. Se o fizer, estará a monitorizar a sua Saúde ao longo do tempo, identificando sintomas com antecedência e tratando de quaisquer problemas ainda numa fase inicial. E com isso, facilita os tratamentos e evita consequências graves e perfeitamente desnecessárias.

Infelizmente, também não podemos negar que a retração gengival é um problema real para muitas pessoas. Mas se este for o seu caso, não se preocupe. Hoje em dia, é possível resolvê-la tranquilamente e sem qualquer tipo de dor para o Paciente. 

Procure a ajuda de um profissional, cuide da sua Saúde Oral e Sorria para a Vida.