Tratamentos Caseiros

  • Tratamentos Caseiros

    8 práticas desmistificadas pelo Corpo Clínico OralMED

    Neste artigo explicamos-lhe as consequências de alguns “tratamentos” partilhados online

    Saúde Oral

Notícias

Cuidado com as dicas que encontra online

Está em casa em isolamento devido ao COVID-19? Tem procurado dicas e truques que possa fazer em casa para cuidar melhor de si? Então é melhor estar atento a algumas receitas de tratamentos caseiros que encontra. Pois, no que toca à Saúde, o melhor é deixarmos os tratamentos para os profissionais.

Hoje esclarecemos 8 “dicas” caseiras que não vão ajudar a melhorar o seu Sorriso. Algumas, podem até prejudicá-lo...

8 TRATAMENTOS CASEIROS MUITO COMUNS

Tratamentos caseiros - óleo de coco

1. Bochechar com óleo de coco para tratar as cáries.

Embora exista um estudo recente que relaciona a inibição do aparecimento de cáries com a utilização do óleo de coco, isso, por si só, não irá ajudar no tratamento. Se o dente já tem cárie, é necessário procurar o Médico Dentista para tratamento específico.

2. Usar lixívia para branquear os dentes.

A lixívia é um produto tóxico. Deve ser manuseada com muito cuidado. E de forma alguma poderá ser colocada na boca, ou em qualquer mucosa. Está completamente contraindicado usar lixívia para fazer um branqueamento dentário. É algo extremamente perigoso.

3. Colocar água oxigenada nos abcessos.

Não. O que podemos fazer em caso de abcesso, se existir uma fístula, é diluir meia colher de chá de sal grosso em água morna. E fazer bochechos com a solução várias vezes ao dia. Isso irá aliviar a pressão que o Paciente sente. Água oxigenada em boca, não. Nunca.

Tratamentos caseiros - Sumo de limão

4. Usar sumo de limão para retirar o tártaro.

Não. O tártaro é removido única e exclusivamente na cadeira do Médico Dentista. Irá ser removido por ação de ultrassom. Existe um aparelho de ultrassom específico que temos em gabinete e que irá remover o tártaro. Já o limão é muito ácido e pode até pode degradar o esmalte.

5. Beber leite para reforçar o esmalte.

Não existe nenhuma evidência científica que comprove que o leite tem influência sobre o esmalte. Se o Paciente gostar de leite, e não for intolerante à lactose, é claro que poderá continuar a beber. Também não terá nenhum efeito negativo. Mas nada indica que reforce o esmalte.

6. Bochechar com água salgada para tratar a gengivite.

A água salgada pode ser útil para aliviar a pressão de um abcesso. Mas, no caso da gengivite, não irá ajudar. A gengivite é um processo inflamatório na gengiva. E só vai ser revertida se nós retirarmos a fonte que está a provocar a inflamação. Mais uma vez, só o Médico Dentista poderá ajudar.

Tratamentos caseiros - Pastas de açafrão

7. Usar pastas de açafrão.

Embora o açafrão possua propriedades anti-inflamatórias, não existem evidências científicas que mostrem que irá ter o efeito que o Paciente deseja nos dentes. Mais uma vez, os tratamentos dentários, como por exemplo os branqueamentos, devem ser feitos em gabinete médico.

8. Usar removedores elétricos de tártaro nos nossos próprios dentes.

De facto, já existem alguns sites que vendem estes produtos. Mas não devem ser usados. Estes equipamentos não estão testados nem calibrados com a potência com que podem ser usados nos dentes com segurança. Irão provocar danos na superfície do dente.

 

Já sabe, no que toca a tratamentos caseiros, tenha cuidado com as dicas que encontra online. Algumas podem não ter efeitos negativos. Mas muitas outras podem ser muito perigosas para a sua Saúde Oral e Geral.