Branqueamento dentário

  • Branqueamento dentário

    Todos os tipos. Toda a informação.

    Saiba como pode branquear os dentes escuros com toda a segurança. Conheça 3 tipos de branqueamento.

    Estética Dentária

Notícias

O branqueamento dentário, também chamado de branqueamento de dentes, é um dos tratamentos estéticos mais procurados pelos Pacientes. Mas ainda suscita muitas dúvidas. Neste artigo, explicamos tudo o que precisa de saber.

 

Branqueamento dentário: questões gerais

Em que consiste um branqueamento dentario?

 

Em que consiste um branqueamento dentário?

Um branqueamento dentário é um tratamento essencialmente estético. Consiste na aplicação de um gel para branqueamento sobre a dentição. Normalmente, o peróxido de hidrogénio ou o peróxido de carbamida. Este gel irá baixar o tom dos dentes, ficando estes mais claros.

 

É um procedimento seguro?

Sim. Quando feito em ambiente controlado, no consultório dentário, ou em ambulatório com prescrição médica, o branqueamento dentário é um tratamento sem qualquer risco.

 

O branqueamento dentário é sempre eficaz?

Sim. Um branqueamento dentário é sempre um tratamento eficaz. Às vezes, pode é não se enquadrar nas expectativas do Paciente.

O resultado depende de fatores como o tipo de dente, a alimentação, a idade do Paciente e os seus hábitos de higiene oral. No entanto, permite sempre obter dentes mais brancos do que o estado inicial.

 

Os resultados de um branqueamento duram quanto tempo?

Depende do tipo de dente, da alimentação do Paciente, da sua idade e dos seus hábitos de higiene oral. Num Paciente considerado “ideal”, principalmente se for um Paciente jovem, um branqueamento pode durar 5 ou 6 anos.

Ao longo deste tempo, os dentes vão escurecendo gradualmente, com o envelhecimento. No entanto, não deverão ficar num tom tão escuro como o tom anterior ao tratamento. Passado esse tempo, há sempre a oportunidade de fazer um reforço e voltar a fazer branqueamento aos dentes.

 

Que tipos de branqueamento existem?

Em relação aos tipos de tratamento, apesar de o agente de branqueamento poder ser exatamente o mesmo para todos os casos, as concentrações variam e a forma de aplicação também.

Desta forma podemos distinguir dois tipos de branqueamento dentário: branqueamento interno e branqueamento externo.

No caso do externo, podemos ainda dividir em duas categorias: feito em ambulatório, ou seja, feito em casa, ou feito em gabinete médico.

 

Esses tipos podem ser usados em conjunto?

Sim. Tanto os branqueamentos internos como os branqueamentos externos podem ser utilizados em conjunto. Por vezes, é até necessário fazê-lo para que os resultados desejados sejam obtidos.

No entanto, a melhor opção de tratamento depende sempre de cada caso, do tipo de branqueamento que o Paciente quer, e do que nível a queremos chegar em termos do clareamento dos dentes.

 

Qual é o melhor tipo de branqueamento dentário?

A resposta é simples: o melhor branqueamento dentário será aquele que for recomendado pelo seu dentista para o seu caso. Isto porque cada situação requer um tipo específico de tratamento. Quando o mesmo tipo de tratamento é aplicado a diferentes Pacientes, o resultado nem sempre é o mesmo. Além disso, usar um produto ou procedimento desadequado pode levar a que os dentes fiquem manchados ou mesmo provocar o agravamento de que alguns problemas de Saúde Oral.

Por isso, não é possível considerar que um tipo de branqueamento dentário seja mais eficaz em detrimento dos outros. Podemos, sim, dizer-lhe que a única forma de garantir que escolhe o melhor para si passa por falar SEMPRE com o seu dentista antes de avançar para um branqueamento dentário. Mesmo que existam à venda kits para fazer o branqueamento em casa na maioria das superfícies comerciais hoje em dia. O facto de serem acessíveis não significa que sejam a opção mais segura para o seu caso.

 

Branqueamento dentário em clínica (externo)

Branqueamento dentario em clínica

 

O que é?

Um branqueamento dentário externo em clínica consiste na aplicação de um agente branqueador sobre os dentes. Neste caso, é usada uma concentração bastante superior à que é utilizada nos tratamentos realizados em casa. Em clínica, a concentração deste gel ronda os 35%.

 

Em que casos é recomendado?

Este tipo de branqueamento é habitualmente feito quando se procuram resultados mais imediatos e não existem problemas de Saúde Oral ativos. Também é indicado para Pacientes que tenham reflexo de vómito muito acentuado e que, por isso, não suportem o uso das goteiras para o tratamento em ambulatório.

 

Como é feito?

A aplicação deste gel tem de ser feita por um profissional de Saúde, seja um Médico Dentista ou um Higienista Oral.

É necessário fazer um isolamento de todos os tecidos moles, incluindo lábios, vestíbulos, bochechas, e língua. Deste modo, o gel entra unicamente em contacto com a superfície dentária.

 

Quanto tempo demora o tratamento?

O gel de branqueamento dentário externo em clínica, devido à sua ação poderosa e à concentração elevada, normalmente permanece em boca entre 30 a 60 minutos. Os resultados são logo sentidos após a sua remoção.

 

Vantagens e desvantagens?

A grande vantagem é a rapidez. Em cerca de 30 a 60 minutos, conseguimos obter logo um resultado satisfatório em termos de branqueamento dentário.

A desvantagem é que, como esta aplicação é uma aplicação tão imediata, os resultados a longo prazo tendem a ser relativamente inferiores quando comparados com o tratamento em ambulatório. Isto acontece porque, no branqueamento em casa, o efeito é aplicado sobre o dente de forma mais gradual. E, por isso, também vai desaparecendo mais gradualmente.

 


Branqueamento dentário em clínica (interno)

Sugestão: Veja aqui o nosso artigo que explica em detalhe o que é um branqueamento interno.

branqueamento dentario interno
Exemplo de um branqueamento dentário interno, acompanhado de uma faceta dentária.

 

Branqueamento dentário em casa (externo)

As goteiras são fundamentais ao branqueamento dentario em casa.

 

O que é?

O branqueamento dentário em casa, também chamado de branqueamento em ambulatório, é a forma mais comum de aplicação de agente branqueador sobre os dentes.

Neste tipo de branqueamento dentário, são entregues 2 goteiras, feitas à medida, e o agente branqueador ao Paciente. Assim, é possível fazer o tratamento em casa.

 

Em que casos é recomendado?

É recomendado para todo o tipo de Pacientes que queiram branquear os seus dentes, desde que estes tenham uma boa Saúde Oral e que não tenham restaurações em boca. Qualquer Paciente que reuna estas condições e queira fazer um branqueamento dentário pode optar por este tipo de tratamento.

 

Como é feito?

O primeiro passo deste branqueamento dentário é a produção de 2 goteiras, totalmente adaptadas aos dentes do Paciente. É nestas goteiras que, em casa, o Paciente irá introduzir o gel de branqueamento dentário. Normalmente, é pedido ao Paciente para aplicar o gel e dormir com essas goteiras.

 

Quanto tempo demora?

As goteiras devem ser utilizadas durante cerca de 2 a 3 semanas. E ao fim desses 15 dias, os resultados são sentidos. A duração dos resultados varia muito de Paciente para Paciente.

 

Vantagens e desvantagens?

A grande desvantagem deste tipo de branqueamento dentário é o tempo que demora a obter resultados significativos. Ou seja, nem todos os Pacientes desejam aguardar 15 dias e dormir com goteiras. Se isso não for um problema, este é um tratamento que poder ser recomendado pelo seu dentista para um branqueamento eficaz.

Se gostava de fazer um branqueamento dentário, fale com o seu dentista.
Sabia que a youtuber e influencer Mariana Bossy escolheu fazer o seu branqueamento dentário nas clínicas OralMED Medicina Dentária?

 

Se gostava de tornar os seus dentes mais brancos, fale com o seu dentista. À partida, poderá fazer um branqueamento dentário com total segurança. Mas é necessário avaliar primeiro se tem problemas ativos em boca, como cáries dentárias, que possam agravar-se com o branqueamento. O fundamental é procurar aconselhamento especializado para garantir que não existe nenhuma contraindicação no seu caso. E para que o dentista possa recomendar-lhe o melhor tipo de tratamento para si.

 

 

Artigo publicado pela primeira vez em agosto de 2019 e revisto outubro de 2021.