É desportista? Cuide dos seus dentes

  • É desportista? Cuide dos seus dentes

    Conheça as principais consequências que a higiene oral pode ter no seu desempenho.

    Uma higiene oral inadequada pode afetar seriamente o rendimento dos atletas, comprometendo a sua saúde e os seus resultados desportivos.

    Saúde Oral

Notícias

É desportista? Cuide dos seus dentes

Se acompanha o mundo do Desporto, já se deparou, certamente, com situações em que os resultados desportivos ficaram aquém do desejado. E se lhe dissermos que uma das causas desse insucesso pode estar relacionada com a saúde oral dos atletas? De facto, vários estudos provam que dentes e performance desportiva estão diretamente relacionados, podendo o estado da nossa boca, inclusivamente, gerar lesões musculares. Vejamos as principais causas destes problemas e os seus efeitos:
 

Dentes e performance desportiva: que casos podem gerar problemas?


Embora baste uma simples infeção para que as articulações e os tendões sejam afetados, existem várias questões relacionadas com a saúde oral que podem afetar o desempenho desportivo. Vejamos alguns exemplos:

  1. Dor e desconforto – Como consequências naturais dos problemas dentários, estas sensações afetam o desempenho e a concentração dos atletas;

  2. Infeções dentárias – Podendo afetar as articulações, os tendões e até mesmo o sono, estima-se que possam influenciar negativamente o rendimento desportivo até cerca de 22%. Para além da dor que provocam, atingem outros órgãos e diminuem a concentração do atleta;

  3. Periodontite – Facilita a propagação de bactérias para outras zonas do corpo, podendo chegar às articulações e até ao coração. Para além disso, pode também dificultar o processo de recuperação de lesões;

  4. Cáries – Se não forem tratadas imediatamente, podem gerar infeções, lesões e, ainda, complicar a sua recuperação;

  5. Má oclusão – Uma má oclusão provoca desequilíbrios na articulação e assimetrias musculares, que condicionam o comportamento dos restantes músculos. Além disso, se os dentes não encaixarem bem uns nos outros, podem dificultar a mastigação e resultar num menor aproveitamento nutricional. Desse modo, o atleta receberá menos energia, resultando num desempenho inferior, dores de cabeça e outras complicações;

  6. Respiração pela boca – Não sendo a mais adequada, não garante o nível de oxigénio necessário e, por isso, pode contribuir para o desenvolvimento de lesões e de problemas de visão, postura e fadiga;

  7. Maus hábitos – Comportamentos prejudiciais à saúde como, por exemplo, roer as unhas ou objetos do dia-a-dia, podem desgastar os dentes do desportista, causando dores ou fraturas dentárias;

  8. Bruxismo – O ato de ranger os dentes é um comportamento inconsciente que provoca o desgaste dos dentes, causando sobrecarga muscular e dores de cabeça;

  9. Dentes do siso – Surgem, habitualmente, na idade em que os atletas apresentam maior rendimento desportivo. Por isso, se não forem tratados de forma cuidada, estes dentes tendem a piorar substancialmente o seu desempenho;

  10. Mau hálito – Por afetar a autoestima e o bem-estar de todos os indivíduos, é natural que o faça também na área do desporto;

  11. Estética – Caso o aspeto visual dos seus dentes não seja o que pretende, poderá ter receio de mostrar o seu sorriso, transparecendo essa falta de confiança também na prática desportiva.

dentes e performance desportiva


Que cuidados deve ter?


Os estudos que aliam a medicina dentária ao desporto não deixam margem para dúvidas: uma má higiene oral pode ter efeitos bastante negativos no desempenho e nos restantes órgãos dos atletas. Para complementar esta informação, existem inúmeros casos de provas que não correram como esperado devido à saúde oral dos desportistas, o que denuncia a inexistência de uma preparação adequada e completa para as competições que disputam. 

"Uma má higiene oral pode ter efeitos bastante negativos no desempenho e nos restantes órgãos dos atletas."

Se pratica desporto, seja em que modalidade for, os seus resultados desportivos não têm de ser afetados pelo estado da sua boca. Efetue uma higiene oral completa, consulte o seu dentista com regularidade e garanta que faz os possíveis para sorrir ao longo da época.