Dentista: escolha o melhor

  • Dentista: escolha o melhor

    5 critérios essenciais para a sua decisão

    Não deixe a escolha do seu Médico Dentista "ao acaso". Entenda de que forma poderá tomar as decisões mais benéficas para si.

    Saúde Oral

Notícias

Seja por causa do medo que alguns de nós ainda sentimos, seja devido às dúvidas que esta área ainda suscita, a verdade é que na hora de escolher um dentista, a decisão acaba por não ser fácil. O que faz com que muitas vezes tomemos decisões um pouco "ao acaso". Ou com base em critérios que nem sempre são os mais benéficos para nós.

Afinal, de que forma podemos garantir que escolhemos o melhor dentista para o nosso caso?

 

1. Escolha o dentista de acordo com as suas necessidades

Tal como qualquer área da Saúde, também na Medicina Dentária existem especialidades e áreas clínicas diferenciadas. Por isso, tal como quando estamos com um problema no estômago procuramos um gastroenterologista, quando temos um problema, por exemplo, ao nível das gengivas, devemos procurar ajuda especializada na área certa. 

Ao nível da especialização dos Médicos Dentistas, atualmente, a OMD reconhece três especialidades e um colégio de especialidade:

  • Cirurgia Oral - A Cirurgia Oral é a especialidade que se dedica ao diagnóstico e tratamento cirúrgico das doenças, lesões e anomalias dos dentes, maxilares e estruturas anexas, como as gengivas. 

  • Odontopediatria - A área de Odontopediatria é responsável pela Saúde Oral de crianças até por volta dos 15 anos. Ocupa-se especialmente do desenvolvimento da primeira dentição – os dentes de leite – de modo a garantir a sua função fonética, mastigatória e estética. 

  • Periodontia - A Periodontia dedica-se, sobretudo, aos tecidos que suportam os dentes. Problemas nas gengivas, osso e nos ligamentos entre dente e osso podem ser diagnosticados e tratados por um Médico Dentista Periodontista.

  • Colégio de Ortodontia - A Ortodontia é talvez das áreas mais conhecidas da Medicina Dentária. É a área que trata o mau posicionamento de dentes ou maxilares, corrigindo os Sorrisos ao nível da sua função, Saúde e estética.

Para além das especialidades reconhecidas, a Medicina Dentária desdobra-se ainda em várias áreas clínicas. Um Médico Dentista Generalista, ou seja, sem especialidade atribuída, poderá estar mais vocacionado para a área de Endodontia e investir em formação específica, procurando ainda focar a sua experiência clínica em casos de Endodontia. Hoje, é possível identificar quatro grandes áreas clínicas de atuação:

  • Implantologia - Ainda que não seja reconhecida como especialidade, a Implantologia é talvez das áreas da Medicina Dentária mais exigentes e com maiores especificidades. Esta área é responsável pela substituição de dentes perdidos através da colocação de implantes dentários.

  • Endodontia - A Endodontia ocupa-se da estrutura interna de cada dente natural por meio de prevenção, diagnóstico e tratamento. Já ouviu falar em desvitalizações? Esse é precisamente um tratamento endodôntico. 

  • Estética Dentária - A Estética Dentária dedica-se sobretudo à parte visual da boca, tendo sempre em conta a sua função e Saúde. Aqui inserem-se tratamentos como branqueamentos dentários internos, externos, em clínica e em ambulatório.

  • Prótese fixa ou estética - A colocação de facetas dentárias para equilibrar a forma de um ou mais dentes é um exemplo de tratamento nesta área clínica. Nesta área são resolvidas pequenas questões estéticas através de próteses que são fixas diretamente aos dentes do Paciente. Além das facetas, incluem-se tratamentos com lentes de contacto ou coroas dentárias.

Quando procura um Médico Dentista, deve questionar sobre a área clínica a que este se dedica ou sobre a sua especialização. Escolha com base na especificidade do seu problema. 

Tal como acontece num hospital ou centro de saúde, hoje em dia, existem clínicas nas quais, em vez de um único dentista, encontrará uma equipa de profissionais vocacionados para diferentes áreas. Ao ser acompanhado por uma equipa multidisciplinar, será rapidamente encaminhado para um especialista sempre que se identifique essa necessidade. E terá a vantagem de poder contar com uma avaliação médica mais compreensiva, resultante do trabalho em equipa.

Escolha o seu dentista com base na especificidade do seu problema.

 

2. Proximidade geográfica

Escolha um dentista que trabalhe numa clínica próxima de si. Irá evitar transtornos com a deslocação a longo prazo e possíveis necessidades de remarcação de consultas. 

A Saúde Oral, tal como a Saúde Geral, requer um acompanhamento regular do Paciente. Não só pelo caráter dos tratamentos - que, no seu decorrer, podem exigir visitas mais frequentes à clínica - como para a manutenção do estado da sua Saúde Oral. Lembre-se de que uma das medidas mais eficazes de prevenção de problemas é a ida a consultas de Medicina Dentária semestrais, para destartarização e check-up.

 

3. Vá a uma primeira consulta, sem se comprometer

A primeira consulta é também um momento muito importante na relação que irá formar com o seu Médico Dentista. Como correu a avaliação médica? O dentista esclareceu todas as suas dúvidas? Sente que foi empático com os seus problemas? Foram realizados exames de diagnóstico, fundamentais à definição do seu plano de tratamento, como a ortopantomografia ou o raio-x intraoral?

Antes de iniciar qualquer tratamento, deve assegurar-se de que o seu dentista realizou todos os exames necessários para chegar ao diagnóstico do seu caso. Mesmo em clínicas dentárias onde não é possível realizar exames radiográficos, um Médico Dentista dedicado não irá abdicar de prescrevê-los para que possa realizar os exames noutro local. 

Lembre-se, não avance com nenhum tratamento se não se sentir seguro no seu diagnóstico ou se tiver dúvidas por esclarecer. Não só relativamente aos procedimentos como às implicações de cada um dos passos que serão dados.

Opte por um dentista que faça tenha uma abordagem contemporânea.

 

4. Esforço financeiro com os tratamentos

Os custos inerentes aos tratamentos de Medicina Dentária são, ainda hoje, um flagelo para muitas famílias. Mas, felizmente, já existem formas de aliviar o esforço financeiro que poderá ter de acarretar para resolver os problemas da sua boca. No caso das clínicas OralMED, os Pacientes que pretendam seguir em frente com o seu Plano de Tratamento Integral terão à sua disposição protocolos de pagamento facilitado, com pagamentos faseados e ajustados ao seu orçamento familiar.

 

5. Opte por tratamentos de Medicina Dentária contemporânea

A Medicina Dentária é uma das áreas da Saúde que mais tem evoluído ao longo dos últimos anos. Com a investigação desenvolvida e com a evolução dos tratamentos, atualmente sabe-se que a boca deve ser tratada como um todo, como o órgão único que é. Isto porque, ao ter vários problemas em boca e tratar apenas um dente de cada vez, irá fazer com que o dente tratado possa voltar a desenvolver problemas enquanto os restantes permanecem doentes. O que acabará por significar um retrocesso nos tratamentos. A longo prazo, a solução mais vantajosa será sempre uma abordagem clínica integral ao seu caso. Reduzindo significativamente os encargos futuros e poupando-o à necessidade de tratamentos mais invasivos. 

Quando tiver de escolher um profissional de Saúde Oral, opte por um clínico que favoreça uma abordagem contemporânea à Medicina Dentária.

Ainda não escolheu o seu dentista? Faça uma primeira consulta.

 

Ainda não encontrou o seu dentista?

Faça uma consulta de avaliação completa sem qualquer compromisso numa das mais de 50 clínicas OralMED Medicina Dentária. Escolha a clínica mais próxima de si e tenha acesso a uma rede de mais de 250 Médicos Dentistas vocacionados para as mais diversas áreas clínicas. Usufrua dos cuidados de equipas multidisciplinares, preparadas para acompanhar o seu caso específico.

Terá à sua disposição meios de diagnóstico avançados, desde o primeiro momento, e poderá contar com o apoio de profissionais dedicados para esclarecer todas as suas dúvidas. Reuna todas as informações de que precisa logo na primeira consulta para que possa tomar uma decisão informada, com toda a confiança.