Não ignore os sinais...

  • Não ignore os sinais...

    Perceba se poderá ter um abcesso dentário.

    Se tiver dores ou suspeitar que tem algum problema, fale sempre com o seu dentista.

    Saúde Oral

Notícias

Ignorar um abcesso dentário é quase impossível devido às dores que provoca. Ainda assim, muitas pessoas esforçam-se por adiar a resolução do problema, com receio de ir ao dentista ou porque desvalorizam os sintomas. Acabando por mascarar a situação através de analgésicos e anti-inflamatórios, permitindo que a infeção se agrave. 

Para que não hajam dúvidas, perceba quais são os sinais do seu organismo que gritam “ABCESSO!”.

Os abcessos resultam das cáries.

 

De que forma é que um abcesso se distingue de outros problemas dentários?

Na verdade, um abcesso dentário é quase sempre a consequência directa de uma cárie em estado muito avançado. 

Com o passar do tempo, as bactérias responsáveis por uma cárie não tratada vão proliferando. Contaminando os espaços entre os dentes e as gengivas, e infetando as raízes dos dentes. Quando a infeção está suficientemente avançada, começa a provocar inflamações nos tecidos que rodeiam os dentes afetados e na polpa dentária, formando bolsas com pus. Estas bolsas cheias de infeção são os abcessos dentários.

 

Quais são os sinais que não podemos ignorar?

Como vimos anteriormente, a dor provocada por um abcesso dentário é quase impossível de ignorar. Nem deve ser ignorada. Mesmo que não existam outros sintomas, uma dor de dentes é sempre motivo para visitar o dentista.

Mas, se dúvidas existirem, podemos contar com outros sinais para nos ajudar a confirmar que temos mesmo de ir ao dentista com urgência:

  • Sentirá uma dor persistente e pressão localizada, algo que pode chegar a atingir o pescoço, os ouvidos e/ou o maxilar;

  • Terá muita sensibilidade ao usar o dente ou os dentes afetados. Seja a mastigar, a trincar ou a consumir alimentos e bebidas frios ou quentes;

  • Nos casos mais graves, poderá desenvolver febre e terá o pescoço inchado, na região dos nódulos linfáticos;

  • Com a avançar da infeção, ficará com um inchaço na face, do lado do dente ou dos dentes doentes.

O último sinal que listamos é algo que nem sempre acontece. E que, por ser muito desagradável, esperamos que nunca sinta. Falamos do rompimento do abcesso.

 

O que acontece quando um abcesso rebenta?

Em primeiro lugar, não deve assustar-se. Mas deverá ligar rapidamente ao seu dentista e explicar o que aconteceu.

Quando um abcesso rebenta, o pus e infeção contidos no saco podem derramar sobre a nossa boca. Podemos sentir um liquido com um sabor salgado e um cheiro nauseante.

Nestas situações, é comum as pessoas considerarem que o problema ficou resolvido pois sentem um alivio imediato da pressão e da dor no local. Mas a verdade é que o abcesso não está curado.

A única forma de tratar eficazmente um abcesso é com a ajuda de profissionais especializados. Não se esqueça que um abcesso é o resultado de uma infeção. Se a infeção não for contida e tratada, pode afetar o resto do organismo e trazer consequências muito graves. E irreversíveis.

Se tiver um abcesso fale com o seu dentista.

 

Se sente dores, nota um inchaço localizado, nota que as suas gengivas estão descoloradas, ou, simplesmente, não visita o seu dentista há muito tempo, não adie mais a sua consulta.

Marque uma consulta de avaliação médica completa, sem qualquer compromisso, numa das 60 clínicas OralMED Medicina Dentária que existem no país. Será acolhido por equipas multidisciplinares de Médicos Dentistas, prontas a atuar sobre qualquer problema de Saúde Oral. Aceda a meios de diagnóstico avançado despiste quaisquer problemas que tenha em boca, logo na primeira consulta.