Gengivas inchadas?

  • Gengivas inchadas?

    Descubra as 10 causas mais comuns.

    Compreenda a razão pela qual as suas gengivas podem estar inflamadas e saiba o que fazer.

    Saúde Oral

Notícias

Quando vemos o nosso Sorriso ao espelho, são mais as vezes em que ficamos a apreciar os nossos dentes do que aquelas em que reparamos sequer nas gengivas. Mas o estado deste tecido é fundamental para a Saúde Oral. Existindo casos em que situações que começam como gengivas inchadas podem mesmo resultar na perda de dentes. Por isso, é muito importante saber identificar os sinais que recebe quando as suas gengivas não estão bem.

 

Gengivas inchadas: o que quererá dizer?

Se notar que tem as gengivas inchadas, inflamadas ou com alguma protuberância, deverá ficar alerta, mas não precisará de preocupar-se. De facto, um inchaço é sinal de que existe algum processo inflamatório a ocorrer nas suas gengivas, mas, graças aos avanços da Medicina Dentária, e à cada vez maior especialização dos produtos de higiene oral, a situação terá tratamento ou poderá mesmo ser totalmente revertida. Não deverá, no entanto, ignorar os sinais: se verificar uma anomalia nas suas gengivas, o primeiro passo deverá passar por procurar ajuda profissional para identificar corretamente o problema.

São vários os motivos que poderão estar por detrás das gengivas inchadas.

 

Existem várias razões que podem levar ao inchaço das gengivas:

  1. Má escovagem - Aplicar demasiada força na escova de dentes quando os lava ou usar escovas demasiado rígidas poderá provocar danos nas gengivas e conduzir a à sua inflamação. Use escovas macias e procure saber junto do seu Médico Dentista ou Higienista Oral se a sua técnica de escovagem é a mais apropriada;

  2. Placa bacteriana e tártaro - A acumulação de placa bacteriana e de tártaro junto à linha da gengiva irá acabar por desencadear processos inflamatórios, podendo mesmo levar a problemas orais mais graves. Uma higiene oral completa três vezes por dia e a ida a consultas regulares de higienização e destartarização irão evitar este problema;

  3. Gengivite ou Periodontite - Infelizmente, as doenças das gengivas são algo muito comum e que necessita invariavelmente de cuidados especializados. Se tem gengivas inchadas e nota que é um problema persistente, ou se os seus dentes apresentam mobilidade, não adie a sua ida ao Médico Dentista. A evolução destas doenças poderá resultar em consequências graves para a sua Saúde, principalmente se tiver outros problemas crónicos, como a diabetes;

  4. Hábitos tabágicos - Se fumar, é natural que seja afetado por várias consequências negativas. Não só ao nível da boca, como de todo o organismo. Nas gengivas, as alterações ocorridas são das mais evidentes: descoloração, inflamação, entre o desenvolvimento de outros problemas de Saúde Oral. Nestes casos, a única forma de normalizar eficazmente os tecidos é mesmo deixando de fumar. E se está a ponderar abandonar este vício, saiba que o seu Médico Dentista também poderá ajudar;

  5. Abcessos - Às vezes, alguns inchaços mais localizados poderão significar a existência de um abcesso. Além da inflamação, os abcessos mais avançados são também acompanhados de outros sintomas, como dor ou um forte desconforto. Se desconfia que tem um abcesso em boca, tenha em atenção que o não tratamento do mesmo pode resultar em consequências tão extremas como a perda de um ou mais dentes;

  6. Aftas - São uma situação desagradável, mas que muitas vezes desvalorizamos. Uma afta é algo relativamente fácil de reconhecer mesmo sem ajuda profissional: assemelham-se a pequenos relevos com o centro esbranquiçado e bordas avermelhadas. Ter uma afta ou outra ocasionalmente é algo perfeitamente normal e que não requer grandes cuidados. Bochechar com elixir pode aliviar e curar o problema. Mas se tiver aftas em abundância e frequentemente, não deverá ficar indiferente à situação. As aftas são uma resposta imunitária e, quando são persistentes, são um sinal de que algo não está bem;

  7. Gravidez - Quem já passou por uma gravidez sabe melhor do que ninguém que os inchaços são constrangimentos comuns. Nas grávidas, devido a todas as alterações hormonais, como a aumento da progesterona, é normal existir um aumento do volume sanguíneo nas gengivas. À partida, ter gengivas inchadas na gravidez não significa a existência de um problema. No entanto, as grávidas não deverão deixar de ser acompanhadas pelo Médico Dentista durante a gestação. Nem deverão descuidar os seus hábitos de higiene oral;

  8. Aparelhos e próteses mal adaptados - Aparelhos removíveis mal adaptados podem exercer pressões em pontos que não devem. Acabando por ferir as gengivas e provocar edema e inflamação. O mesmo se passa no que diz respeito às próteses dentárias. Se apresentar sangramento ou um grande desconforto, fale com o seu Médico Dentista para que este possa fazer os ajustes necessários aos materiais;

  9. Tratamentos dentários - Alguns procedimentos realizados na cadeira do dentista despoletam respostas inflamatórias. Depois de tratamentos de cáries, desvitalizações, extrações ou de qualquer tipo de cirurgia, é normal o Paciente apresentar algum inchaço nos tecidos até alguns dias após o procedimento. No entanto, se o inchaço for persistente, tiver um sangramento abundante ou tiver dores que lhe provoquem constrangimentos, deve sempre falar com o Médico Dentista responsável pelo caso para despistar quaisquer complicações e aliviar o desconforto;

  10. Dentes do siso - É comum surgirem alguns sintomas incómodos relacionados com os dentes do siso. Estes dentes têm tendência a nascer desalinhados, podendo nascer apenas parcialmente ou até manter-se inclusos. Não existe motivo para alarme, mas existe motivo para falar com um Médico Dentista. Existem alguns problemas relacionados com os sisos que só podem ser resolvidos em consultório. E que, quando não tratados, colocam em causa a Saúde não só das gengivas, como de toda a boca.

Visitas regulares ao Médico Dentista e cuidados de higiene oral diários irão evitar os problemas que conduzem às gengivas inchadas.

 

Ter gengivas inchadas não é motivo para gerar alarme. No entanto, é um sinal que não deve ser ignorado. Fique atento à evolução do problema, avalie se tem outros sintomas para além da inflamação e, se for uma situação recorrente ou persistente, procure a ajuda de um profissional de Saúde Oral

E, lembre-se: a prevenção é sempre a melhor solução. Abdique de maus hábitos alimentares ou de vícios prejudiciais. Cuide dos seus dentes e gengivas com cuidados de higiene oral diários e com visitas regulares ao Médico Dentista. Verá que irá evitar muitos encargos com possíveis complicações que requeiram tratamentos mais complexos.