Como escovar os dentes em 5 passos

  • Como escovar os dentes em 5 passos

    Uma boa escovagem pode ser descrita em 5 etapas principais. Já as conhece?

    Escovar os dentes de forma correta e informada, numa base diária, constitui um dos mais importantes fatores de proteção da sua higiene oral.

    Higiene Oral

Notícias

Como escovar os dentes em 5 passos

Uma higiene oral adequada é essencial para prevenir doenças no futuro e evitar os tratamentos associados. Para além disso, é a melhor forma de garantir a função plena e o lado estético dos nossos dentes. Contudo, na hora de escovar os dentes, existem muitas ideias mal formadas que acabam por influenciar negativamente a forma como o fazemos. No caso específico dos adolescentes e dos adultos, é fácil identificar os principais aspetos a ter em conta.
 

Qual a melhor técnica?


A Ordem dos Médicos Dentistas recomenda que, para uma boa limpeza dos dentes, se adote a técnica 2x2x2

a)    Escovar os dentes pelo menos 2 vezes por dia (após o pequeno-almoço e ao deitar, por exemplo) com um dentífrico fluoretado;
b)    Fazê-lo durante, aproximadamente, 2 minutos;
c)    Ficar 2 horas sem comer depois da escovagem e das refeições principais.
 

Como deve ser feita?


Uma boa escovagem implica 5 condições principais:

  1. Escolher uma escova macia ou média – Não escolha escovas duras. Lembre-se que escovar os dentes não significa esfregá-los a todo o custo. Se o fizer, estará a traumatizar as suas gengivas e a aumentar a probabilidade de ter problemas no futuro;

  2. Usar um dentífrico adequado – Existem inúmeras pastas disponíveis no mercado. Assegure-se de que está a utilizar a indicada para si, aconselhando-se junto do seu médico;

  3. Técnica de Bass – Nos adultos, é aconselhado o uso da técnica de Bass. Ou seja, de inclinar a escova num ângulo de 45 graus contra a gengiva, e escovar horizontalmente nesta posição. Desta forma, consegue limpar o espaço existente entre a gengiva e o dente, chamado de sulco gengival, pois é a zona onde se inicia principalmente a inflamação gengival.

  4. Escovar todas as superfícies – Devem ser feitos movimentos curtos e suaves ao longo de toda a arcada dentária. Certifique-se de que todas as superfícies dos dentes são escovadas (as internas, as externas e as de mastigação). Para além disso, tenha um cuidado especial com a linha da gengiva e não deixe que se acumule placa bacteriana nessa zona;

  5. Não se esquecer da língua – As bactéricas não se acumulam apenas nos dentes. Deve-se escovar a língua de forma suave, desde a base até à ponta, para as remover mais eficazmente e obter um hálito mais fresco.

A qualidade da escovagem depende ainda, em larga medida, do estado da sua escova: lembre-se de trocá-la sempre que esta apresentar sinais de desgaste. Normalmente, o conselho passa por adquirir uma escova nova a cada 3 meses (uma para cada estação do ano).
 

Escovar não é suficiente


A higienização dos espaços entre os dentes não é garantida pela ação da escova. Como tal, é importante complementar a primeira etapa da limpeza com fio dentário ou escovilhões, para remover os restantes resíduos alimentares e evitar o aparecimento de cáries ou de outro tipo de doenças. Embora muitos Pacientes tenham dúvidas sobre qual deve ser o primeiro procedimento (a escovagem ou o uso do fio dentário), o mais importante não é a ordem, mas sim que não se abdique de nenhum dos passos.
 

"Cada Paciente deve procurar informação personalizada para o seu caso específico."

Como escovar os dentes em 5 passos


As recomendações apresentadas neste artigo são os pontos essenciais para uma boa higiene oral e para garantir que o seu sorriso se mantém saudável ao longo dos anos. Ainda assim, cada Paciente deve procurar informação personalizada para o seu caso específico: consulte o seu médico e questione-o sobre os melhores produtos para si e sobre eventuais cuidados especiais que deva ter.