Aftas: 3 mitos comuns

  • Aftas: 3 mitos comuns

    São uma chatice. Mas mais vale esperar que passem.

    Desmistifique um dos problemas orais mais comuns no mundo inteiro.

    Saúde Oral

Notícias

Não é normal termos aftas de forma muito frequente. Mas quando as temos… quase acendemos uma velinha para que passem rapidamente! Descubra quais são os três mitos mais comuns sobre as aftas. E evite cair em comportamentos que podem até piorar o problema.

As aftas podem ser um verdadeiro pesadelo...

 

1) “Colocar bicarbonato de sódio ajuda a aliviar o ardor das aftas.”

Não faça isso. Colocar bicarbonato de sódio diretamente numa afta vai provocar-lhe dores horríveis. E, como qualquer comportamento de auto-medicação, a sua aplicação sem indicação clínica pode mesmo levar ao aparecimento de outros problemas em boca, que podem, sim, requerer tratamento na cadeira do dentista.

O bicarbonato de sódio tem a capacidade de baixar o pH da saliva mas está longe de ser um tratamento apropriado para as aftas. Esta substância é abrasiva. Se colocar o pó diretamente numa afta, poderá mesmo agravar a lesão.

 

2) “Aftas e herpes são a mesma coisa.”

Não são. Uma afta é uma resposta inflamatória do organismo a um ou mais estímulos internos ou externos. Já a herpes simples é provocada por um vírus, o Herpes Simplex.

A herpes labial apresenta lesões que têm pequenas vesículas infetadas com o vírus. Quando estas vesículas rebentam, podem infetar outras zonas e formar outras lesões contagiosas. Ao contrário da herpes, as lesões das aftas não são contagiosas, não se transmitindo, por exemplo, através de beijos.

 

3) “Bochechar com elixires com álcool é o melhor remédio.”

Nada disso. Não se fie nas ideias populares de “o álcool cura tudo”. As melhores soluções de bochecho para aliviar uma afta são os elixires sem álcool, os colutórios orais. Ainda assim, antes de comprar um colutório, deve consultar o seu dentista ou higienista oral para garantir que escolhe a solução certa.

Hoje em dia existem vários produtos que ajudam a aliviar o ardor e os sintomas inflamatórios das aftas, mas nem todos são apropriados para si. Tenha cuidado, principalmente se, por exemplo, estiver a realizar algum tipo de tratamento dentário, estiver a recuperar de alguma cirurgia oral ou estiver a fazer medicação para qualquer outro tipo de doença. 

 

Aftas: O melhor tratamento.

De facto, as aftas podem ser uma grande chatice. Mas a melhor forma de as tratar é aguardando que elas desapareçam. Beba mais água, evite alimentos ácidos ou mais duros, e não consuma bebidas ou alimentos muito frios ou muito quentes. À partida, o ardor desaparecerá ao fim de um ou dois dias após a afta surgir. E a lesão deverá desaparecer ao fim de uma semana. 

Se, no entanto, notar que:

  • Tem muitas aftas em boca;

  • Que tem aftas com muita frequência;

  • Que tem dores insuportáveis;

  • Ou que as lesões permanecem, sem sinais de melhoras, por mais de duas semanas;

Fale rapidamente com o seu dentista. Poderá tratar-se de outro problema, que necessitará de acompanhamento médico, como a estomatite aftosa.

Aftas: em caso de dúvida ou persistência do problema, fale com o seu dentista.

 

Se não visita o seu dentista há mais de seis meses ou está preocupado com o tema das aftas, marque uma consulta de avaliação médica completa nas clínicas OralMED Medicina Dentária. Poderá agendar em qualquer uma das mais de 50 unidades clínicas espalhadas pelo país. Encontrará equipas médicas multidisciplinares que irão fazer um diagnóstico completo do seu caso e despistar quaisquer problemas de Saúde Oral. E poderá esclarecer todas as suas dúvidas. Tudo, sem qualquer compromisso.