O cadastro da escova de dentes

  • O cadastro da escova de dentes

    Viaje por uma História que passou pela prisão...

    Perceba onde e quando nasceu a escova de dentes.

    Saúde Oral

Notícias

Se pensava que o crédito da primeira escova de dentes moderna pertencia à China, então desengane-se. A escova de dentes, tal como a conhecemos hoje em dia, tem cunha europeia. E origens que, à primeira vista, podem parecer surreais...

A escova de dentes, tal como a conhecemos, nasceu na prisão.

 

Escova de dentes: um passado atrás das grades…

O crime não é sinónimo de falta de higiene oral. E podemos prová-lo numa rápida viagem ao passado da escova de dentes. De acordo com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, a escova de dentes moderna terá chegado a nós vinda da prisão. Foi atrás das grades que terá sido criada pelas mãos de William Addis, um prisioneiro britânico do séc. XVIII.  

Segundo os investigadores, Addis cansou-se de limpar os dentes apenas com um pedaço de tecido, uma prática comum da época. Determinado a encontrar uma solução mais eficaz, começou a observar a forma como as vassouras removiam os detritos das superfícies e questionou-se sobre se o mesmo sistema poderia ser aplicado aos nossos dentes. O prisioneiro terá então pegado num osso após uma refeição e fez pequenos furos ao longo de uma das extremidades mais largas. Conseguiu algumas cerdas de pelo animal e começou a juntá-las e a amarrá-las com linha fina, em pequenos conjuntos. De seguida, encaixou a cerdas nos furos com cola, dando origem ao sistema que ainda hoje é usado em todo o mundo. 

Após sair da prisão, Addis montou o seu negócio e enriqueceu rapidamente, tornando-se no primeiro produtor massivo de escovas de dentes.

As primeiras versões da escova de dentes surgiram à milhares de anos.

 

Dos antepassados mais distantes à modernidade

Apesar de podermos considerar William Addis como o pai da escova de dentes moderna, a verdade é que o ex-recluso não inventou a prática de escovar os dentes. 

As primeiras versões de uma das invenções mais importantes da História da Humanidade começaram a surgir há milhares de anos. Voltemos atrás no tempo para conhecer os antepassados primordiais da escova de dentes:

  • Em escavações recentes no Egipto, encontrou-se um artefacto com mais de 5000 anos que pode ser considerado a "escova de dentes" mais antiga do mundo. Este instrumento consistia apenas num ramo no qual uma das extremidades tinha sido desfiada, passando a funcionar como as cerdas das escovas atuais;

  • Foram descobertas pequenas varas de madeira com marcas de dentes humanos que remontam à Babilónia de 3500 a.C.. Os arqueólogos descobriram que estas varas eram usadas especificamente para fazer a limpeza dos dentes, sendo mascadas pelos povos ancestrais;

  • Na Roma antiga, usavam-se palitos de madeira para manter os dentes limpos. Uma das extremidades era usada para mascar, atuando como escova à medida que as fibras se iam desfiando. A outra ponta era afiada e era usada como um palito para fazer a limpeza interdentária;

  • No resto da Europa, até ao séc. XVIII, a forma mais comum de higiene oral era através do uso de panos de linho que eram mergulhados em óleos e soluções e passados nos dentes, um hábito herdado da antiga Grécia;

  • Em 1490, versões bastante menos sofisticadas da escova de dentes moderna já eram produzidas e vendidas na China. Alguns comerciantes europeus ainda tentaram trazer este produto para a Europa, mas não foram bem sucedidos: os europeus mostravam muita desconfiança em relação a este produto e à necessidade de terem hábitos de higiene oral regulares. Apenas a escova de dentes de William Addis veio mudar esta tendência.

  • Até 1935, as escovas de dentes possuíam cerdas de pelo animal. Com a invenção do Nylon pela empresa DuPont, nos Estados Unidos, passaram a ter fios sintéticos, o que aumentou radicalmente a durabilidade e a eficácia deste produto;

  • Ainda que a escova de dentes moderna tenha começado a ser comercializada na Europa em 1780, graças a Addis, só após a 1ª Guerra Mundial é que o seu uso passou a ser generalizado, deixando de fazer parte dos hábitos exclusivos das elites. Esta generalização deveu-se, numa primeira fase, à Revolução Industrial, que transformou a produção em massa das escovas, e ao movimento dos soldados americanos na Europa, que não só já traziam dos EUA o hábito de escovar os dentes, como tinham commumente nos seus kits de higiene este produto.

O percurso da escova de dentes foi conturbado, mas ainda bem que podemos contar com este produto.

 

Muito evoluiu a escova de dentes, desde os seus antepassados distantes até às versões que conhecemos hoje em dia. Mesmo tendo cadastro, este produto pode ser considerado uma das mais importantes invenções de sempre, graças a todos os impactos que teve, e continua a ter, nas nossas vidas. 

E não se esqueça: a escova de dentes é muito importante. Mas o seu uso não dispensa visitas regulares ao dentista! Marque uma consulta de avaliação médica completa numa das mais de 50 clínicas OralMED Medicina. Conheça o estado da sua Saúde Oral, em detalhe, graças à avaliação rigorosa das equipas médicas multidisciplinares. E tenha acesso a meios de diagnóstico avançados logo na primeira consulta. Sem qualquer compromisso para si!