O organismo pode rejeitar um implante dentário?

  • O organismo pode rejeitar um implante dentário?

    Descubra o que pode comprometer o sucesso deste tipo de tratamento.

    Os implantes dentários são uma das soluções mais utilizadas pelos Pacientes e suscitam várias dúvidas que devem ser esclarecidas.

    Implantologia

Notícias

O organismo pode rejeitar um implante dentário?

Os implantes dentários são uma solução bastante procurada pelos Pacientes na hora de ocupar o espaço de um dente perdido. No entanto, associadas a esta procura, existem também muitas dúvidas que importa esclarecer. Uma delas está relacionada com uma eventual possibilidade de rejeição do implante dentário por parte do organismo.
 

Pode haver uma rejeição do implante dentário pelo organismo?


Apesar da elevada taxa de sucesso dos implantes, é possível que, em alguns casos, o tratamento falhe à primeira. No entanto, teoricamente, esta perda do implante nunca se deve ao material utilizado. O implante dentário é formado por titânio, que é 100% biocompatível com o nosso organismo, não sofrendo corrosão quando entra em contacto com os tecidos humanos. 

 

"O implante dentário é formado por titânio, que é 100% biocompatível."

 

Um exemplo disso é a vasta utilização que tem sido dada ao titânio em ortopedia. Os implantes habitualmente colocados nas restantes partes do corpo depois de uma fratura são feitos deste material e têm apresentado elevados níveis de sucesso.
 

rejeição do implante dentário

O que pode levar ao insucesso do implante?


Um tratamento com implantes pode correr mal por duas razões principais: por inexistência de osteointegração (isto é, porque o osso e o implante não se uniram corretamente) ou porque, depois de estarem integrados, essa ligação se perdeu.

No primeiro caso, as principais causas são infeções, vascularizações defeituosas, alterações no processo de cicatrização e sobrecarga nos implantes.

Já no segundo cenário, havendo osteointegração, o insucesso do implante pode dever-se a infeções resultantes de uma má manutenção e higiene oral, ou a desajustes e quebras das próteses ou dos elementos de ligação entre próteses e implantes.
 

Que cuidados deve ter?


Se o tratamento com implantes lhe for o recomendado pelo seu médico dentista, lembre-se que, em teoria, o material utilizado é inerte e 100% biocompatível com o seu organismo. Se, por outro motivo, a osteointegração não ocorrer de forma adequada ou se perder, não se preocupe: é possível tentar novamente e colocar novos implantes no local onde um anterior falhou.

Para maximizar a probabilidade de se adaptar bem ao implante, certifique-se de que escolhe um bom profissional e siga cuidadosamente as suas instruções de higiene oral. Dessa forma, estará mais perto de evitar maus procedimentos e infeções desnecessárias, fazendo tudo o que está ao seu alcance para sorrir para a Vida sem problemas.