Quisto dentário

  • Quisto dentário

    O que é e quais são as causas?

    Conheça um pouco melhor este problema e o que pode estar na sua origem.

    Saúde Oral

Notícias

Por mais cuidado que tenhamos com a nossa Saúde Oral em casa, se não visitarmos regularmente o nosso dentista, existem alguns problemas que podem passar despercebidos. Um exemplo disso é o surgimento de um quisto dentário, que costuma crescer lentamente e sem causar dor ao Paciente. Podendo trazer consequências devastadoras para o seu Sorriso se não for detetado a tempo. Perceba melhor:

 

O que é um quisto dentário?

Um quisto dentário é uma "bolsa" que, geralmente, se forma próximo das raízes dos dentes, acumulando bactérias e células mortas sob a forma de um material líquido ou parcialmente sólido. Com paredes bastante resistentes e a possibilidade de crescer ao longo do tempo, se não for tratado, este problema pode levar à perda de dentes ou progredir para situações ainda mais graves na sua boca.

Quisto dentario: principais causas.

 

Quisto dentário: quais são as suas causas?

Os quistos dentários podem formar-se em diferentes zonas, incluindo junto às raízes de dentes necrosados (vulgarmente conhecidos como dentes “mortos”) e à volta das coroas ou das raízes de dentes inclusos. Ainda que as suas causas não sejam facilmente identificáveis, podemos destacar 4 fatores que, habitualmente, estão por detrás de um quisto dentário:

 

1) Infeções

Uma possível explicação para a formação de quistos é que seja uma consequência de infeções, mesmo que estas ocorram noutras zonas do corpo. Assim, complicações na boca, na garganta ou até no nariz, por exemplo, podem acabar por originar um quisto dentário. Para além disso, cenários de imunidade baixa ou de elevado desgaste físico do Paciente, bem como situações de stress também podem potenciar este problema, constituindo fatores de risco;

 

2) Crescimento incorreto do dente

Um quisto dentário também pode surgir como consequência de um desenvolvimento defeituoso dos dentes (dentes que não chegam nascer completamente, permanecendo semi-inclusos, por exemplo). É por isso que é tão importante fazer o acompanhamento da erupção dos dentes do siso no dentista, por exemplo. Principalmente, se verificar que estão a nascer inclinados ou que nunca chegaram a nascer, ou a erupcionar totalmente;

 

3) Maus procedimentos dentários

Um quisto dentário também pode surgir como resultado de procedimentos realizados incorretamente em clínica. Deste modo, tratamentos endodônticos (desvitalizações) mal sucedidos, por exemplo, podem levar ao aparecimento de quistos;

Um quisto dentario pode ser originado por questões genéticas.

 

4) Genética

O desenvolvimento de quistos pode também estar ligado a fatores genéticos. Pessoas que sofrem de síndrome de Gorlin-Goltz ou outras questões genéticas, têm mais propensão a desenvolver um quisto dentário. Devendo, por isso, vigiar a sua Saúde Oral em consultas regulares no dentista.

Estas são apenas as quatro causas mais comuns de um quisto dentário. Existindo muitos outros fatores que podem estar associados ao problema. Para evitar quaisquer complicações para a sua Saúde Oral e Geral como um todo, mantenha bons hábitos de higiene oral. E visite regularmente o seu dentista. Evite perder um ou mais dentes. E o desenvolvimento de situações mais graves.

O tratamento atempado de um quisto dentário vai fazer toda a diferença no futuro do seu Sorriso.

Quisto dentario: visite o seu dentista.

 

Se já não visita o seu dentista há muito tempo, aproveite para marcar uma consulta de avaliação médica completa, sem qualquer compromisso, numa das mais de 50 clínicas OralMED Medicina Dentária que existem no país. Graças aos meios de diagnóstico a que terá acesso, e à vocação de equipas multidisciplinares de dentistas, despistará, logo na primeira consulta, problemas como quistos dentários ou outras complicações silenciosas prejudiciais à sua Saúde como um todo.

Não adie mais a sua Saúde Oral. E continue, sempre, a Sorrir para a Vida!

 

 

 

Artigo publicado pela primeira vez em julho de 2018 e revisto em outubro de 2021.