7 cuidados para limpar a sua prótese

  • 7 cuidados para limpar a sua prótese

    Aprenda os passos mais importantes para assegurar uma higiene adequada da sua prótese.

    As próteses dentárias, fixas ou removíveis, requerem cuidados de higiene diários bastante simples, mas que não devem ser descurados pelos Pacientes, para garantir uma boa saúde oral.

    Prótese Estética

Notícias

7 cuidados para limpar a sua prótese

Como limpar próteses dentárias, sejam fixas ou removíveis, pode-se ser algo confuso para alguns Pacientes. Existem vários mitos urbanos que recomendam práticas que nem sempre são as mais indicadas. No entanto, há procedimentos bastante simples e que são, efetivamente, aconselhados pelos profissionais de Medicina Dentária. Ora veja:

Como limpar próteses dentárias fixas

No caso das próteses fixas, a limpeza é realmente fácil: os cuidados recomendados são praticamente idênticos aos que teria com uma dentição natural. Neste sentido, a escovagem deve ser feita utilizando a pasta dentífrica e a escova de dentes habituais. O único aspeto que deverá merecer uma atenção especial é a escolha do fio dentário. Com efeito, se possuir uma ponte dentária, poderá ser necessário usar produtos como um passa-fios, ou um fio dentário de pontas duras, para permitir uma melhor higiene.

"No caso das próteses fixas, os cuidados são praticamente idênticos aos que teria com uma dentição natural."

Como limpar próteses dentárias removíveis

Relativamente às próteses removíveis, existem mais algumas informações que deve ter em atenção:

  1. Retire a prótese – Para garantir o melhor resultado possível, deve retirar a prótese e proceder à limpeza fora da sua boca.

  2. Coloque uma toalha no lavatório – Pode parecer inútil, mas a verdade é que muitas próteses acabam por se partir por escorregarem e caírem, na sequência da limpeza. Em primeiro lugar – e como medida de prevenção – experimente colocar no seu lavatório uma toalha que sirva de «amortecedora» em caso de queda.

  3. Opte por uma escova macia – Utilize uma escova com filamentos suaves, de preferência que seja própria para a limpeza de próteses. De outro modo, poderá criar ranhuras nos dentes e, consequentemente, acabar por facilitar a aderência dos alimentos e das bactérias à prótese.

  4. Evite a pasta de dentes comum – As características da pasta dentífrica vulgar podem levar à erosão da prótese, contribuindo também para que os alimentos fiquem agarrados a esta com maior facilidade e para um aumento das bactérias na boca (uma das principais causas de mau hálito). Deverá utilizar um produto específico para as próteses, recomendado pelo seu médico.

  5. Não limpe a prótese com facas ou garfos – Ainda que possa parecer uma solução viável, a verdade é que fazê-lo cria riscos numa superfície que deveria ser lisa. Para além de também aumentar a probabilidade dos alimentos ficarem colados aos dentes, diminuirá o tempo de vida útil da sua prótese.

  6. Use pastilhas efervescentes – Escovar a prótese não é suficiente. Recomenda-se que, durante 5 a 10 minutos, coloque a prótese num copo com água morna e uma pastilha especial para o efeito. Não precisa de o fazer todos os dias (e pode fazê-lo durante o banho, para poupar tempo), mas é uma técnica muito útil para eliminar resquícios de alimentos que, de outra forma, dificilmente seriam removidos. Espumas igualmente especializadas poderão ser consideradas uma alternativa ao uso destas pastilhas.

  7. Enxague a sua prótese – No final, lave abundantemente a sua prótese com água e estará pronta para colocar novamente na boca.

No caso de conservar alguns dentes naturais, poderá utilizar a escova e a pasta dentífrica mais comuns para limpar também a sua prótese. Contudo, é importante não esquecer os pontos enumerados anteriormente, tratando da sua prótese do modo mais individualizado possível.

como limpar próteses dentárias

E no seu caso concreto?

É indiscutível que limpar a sua prótese de forma informada e adotar uma rotina de higiene diária se trata de um passo fundamental para preservar a sua saúde oral. No entanto, embora os passos aqui apresentados constituam dicas importantes para os Pacientes em geral, cada caso merece uma atenção especial. Nesse sentido, apenas o seu dentista poderá recomendar o método mais adequado ao seu caso em específico, ajudando-o tratar da sua boca e a sorrir para a vida.