Dentes do siso: como são extraídos?

  • Dentes do siso: como são extraídos?

    Os sisos podem ser removidos de duas formas diferentes, dependendo do seu desenvolvimento.

    Em vez de nascerem completamente, os dentes do siso podem ficar inclusos, o que implica uma diferente abordagem clínica, no processo de extração.

    Saúde Oral

Notícias

Dentes do siso: como são extraídos?

Os dentes do siso, também conhecidos como dentes do juízo, são um dos temas mais falado em Medicina Dentária. Esclareça aqui todas as suas dúvidas.
 

O que são dentes do siso? 

Os dentes do siso, ou terceiros molares, são os últimos dentes a nascer na arcada dentária.

Estes dentes surgem na transição da adolescência para a fase adulta, entre os 16 e os 20 anos de idade. Podem surgir nos dois maxilares (superior e inferior), num total de 4 dentes.
 

Todas as pessoas têm 4 dentes do siso?

Não! Embora sejam bastante comuns, os dentes do siso parecem estar a deixar de nascer completamente nas gerações mais novas, o que tem sido encarado como uma tendência na evolução da espécie humana.
 

É sempre necessário extrair os sisos?

Não. Não é possível generalizar. A extração de um dente do siso é um tratamento que deve ser sempre avaliado por um médico dentista. Se estiverem numa posição boa, saudáveis e em função, sem danificar os dentes do que estão ao lado, os dentes do siso podem perfeitamente ser mantidos em boca.
 

Dentes do siso: como são estraídos?


Em que casos é que se remove um dente do siso?

Existem algumas situações em que a sua remoção é efetivamente aconselhável, como quando os sisos têm cáries ou afetam negativamente os dentes vizinhos.

Por norma, os dentes do siso também são removidos quando é necessário criar espaço suficiente para tratamentos com aparelhos dentários ou sempre que existam outras complicações mais sérias, com inflamações ou quistos.

Porém, é igualmente possível que o dente do siso permaneça sempre na nossa boca, de forma completamente normal. 
 

Qual é a melhor idade para extrair os dentes do siso?

Existe a ideia de que os sisos devem ser removidos em idades jovens. No entanto, é importante perceber que não existe uma idade limite para extrair um dente do siso. Na verdade, existem vários casos de Pacientes já idosos que removeram estes molares, sem qualquer problema.

A idade ideal dependerá de caso para caso. O que acontece é que, por vezes, os sisos não chegam a nascer normalmente. E, nesses casos, a partir do momento em que a sua extração está recomendada pelo médico dentista, esse tratamento deve ser feito o mais rapidamente possível. 

A indicação é esta porque, com o avançar da idade, os dentes que não chegaram a erupcionar perdem os tecidos que os encobriam no interior da mucosa e, por isso, ficam mais ligados ao osso. Por isso, com o passar do tempo, o processo de extração pode tornar-se um pouco mais desconfortável.
 

Como é feita a extração? 

Caso a decisão do médico dentista passe por remover os dentes do siso, a extração pode ser feita de duas formas diferentes, dependendo do seu estado de crescimento. 

Se estiverem completamente à vista, os dentes serão retirados com recurso à extração simples, utilizada na maioria dos dentes. Nesse processo, primeiro, os sisos são descolados do osso e da gengiva, para aumentar a sua mobilidade e, depois, removidos com maior facilidade e com a ajuda dos instrumentos médicos adequados.

No entanto, se os dentes do siso estiverem inclusos, isto é, se os dentes não tiverem chegado a nascer completamente e permanecerem parcialmente cobertos com mucosa, o processo torna-se um pouco diferente. Veja aqui como é que esta extração é feita, passo a passo.
 


Sugestão: Veja aqui o nosso artigo "Dentes inclusos: como são extraídos". 



Como é o período pós operatório?

Imediatamente depois de extrair os dentes do siso, é comum o paciente sentir algum desconforto, inchaço ou uma pequena dor. No entanto, existem algumas indicações médicas que devem ser cumpridas a partir do primeiro momento e que contribuem para uma boa recuperação.

  1. Morda a compressa durante 30 minutos, repetindo até estancar a hemorragia.

  2. Coloque uma bolsa de gelo sobre a face, junto à zona intervencionada, durante 10 minutos (várias vezes ao dia).

  3. Não bocheche nem cuspa o sangue nas primeiras 24 horas.

  4. Mantenha-se em repouso, com a cabeça levantada, evitando esforços físicos.

  5. Durma com a cabeça mais elevada (2 almofadas)

  6. Coma alimentos frios, moles e líquidos

  7. Não fume nem beba bebidas alcoólicas

  8. Cumpra com a medicação prescrita pelo médico

  9. Escove os dentes com normalidade, exceto na zona da extração, onde deverá fazê-lo com suavidade.


No entanto, o procedimento de remoção dos dentes não causa qualquer tipo de dor. Além disso, a extração destes dentes visa sempre uma melhoria da saúde oral.

Por isso, poucos dias depois, o Paciente estará totalmente recuperado, sem qualquer tipo de dor e com a certeza de que fez o melhor por si e pela sua saúde.
 

Que cuidados se deve ter com a alimentação depois da extração?

Nos dias imediatamente a seguir à extração dos dentes do siso, a alimentação dos pacientes pode sofrer algumas alterações. Por norma, são recomendados alimentos frios e que não exigem uma mastigação significativa, evitando alimentos duros ou quentes.

Por isso, gelados, sopas frias, legumes triturados e sumos naturais costumam ser algumas das opções indicadas.

No entanto, as recomendações devem ser sempre esclarecidas pelo médico dentista, para tornar a recuperação o mais rápida possível e evitar danos desnecessários.